Potenciostato AUTOLAB PGSTAT 302N

O potenciostato AUTOLAB (figura 1) é um dispositivo eletrônico que controla a diferença de potencial elétrico entre o eletrodo de trabalho e o eletrodo de referência presentes em uma célula eletroquímica. Ao realizar este controle, o potenciostato atua como um catalisador ou inibidor de reações eletroquímicas, ou seja, com um equipamento destes é possível controlar, através do potencial elétrico, estas reações.

O equipamento pode ser configurado para utilização conforme apresentado na figura 2. A célula eletroquímica consiste em um eletrodo de trabalho (WE), um contra eletrodo de platina (CE) e um eletrodo de referência de calomelano saturado (RE), submersos em um eletrólito. Uma tensão pode ser imposta pelo potenciostato aos elementos da célula eletroquímica, fazendo circular uma corrente entre o eletrodo de trabalho (WE) e o eletrodo de platina (CE) através do eletrólito. A corrente e a tensão são medidas em relação ao eletrodo de referência (RE), e os dados obtidos armazenados no computador.

 

Normas Utilizadas:

ASTM A890 - Standard Specification for Castings, Iron-Chromium-Nickel-Molybdenum Corrosion-Resistant, Duplex (Austenitic/Ferritic) for General Application.

ASTM E562 - Standard Test Method for Determining Volume Fraction by Systematic Manual Point Count

 

Figura 1: Potenciostato AUTOLAB PGSTAT 302N

 

Figura 2:

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910